icon-facebook

icon-twitter

icon-wathsapp

icon-visa

icon-paypal

 

Procure-nos nas
Redes Sociais:

icon-facebook icon-twitter icon-skype

Seleccione su Idioma:

bandera-espanol   bandera-ingles  bandera-brasil  fr

Saude

Introdução

A saúde é um dos nossos bens más apreciados. ¡Por isso, não é necessário correr o risco! Além dos conselhos essências como fazer exame regular com seu médico para prevenir doenças, é importante preparar-se especificamente para realizar uma viajem a América do sul. Consulte seu médico de confiança e si não está informado sobre o tema, não duvide em dirigir-se a um especialista de doenças infecciosas e tropicais.
Como estará toda a viajem longe de casa, assegure-se que sua prótese dentária não presente debilidade e corra o risco de lhe tracionar... não há nada tão desagradável como ter que extrair um dente em um país estrangeiro!
¡Por último, no esqueça de comprar um seguro de viajem que lhe cubra até no más mínimo dos problemas! ¡É aí quando estará agradecido de ter pensado antes!

VACINAS

A FEBRE AMARELA

A vacina contra a febre amarela é recomendável e até obrigatório em alguns países. Devesse aplicar pelo mínimo 10 dias antes do dia da viajem em um centro médico autorizado. Além disso, só existe comprovação sistemática do certificado de vacinação ao entrar no país quando voltar de uma zona infectada. ¡Si pensam permanecer em uma zona de selva e viver em condições de higiene precárias, é completamente indispensável!
Esta vacina não deve ser administrada em crianças menores de 9 meses o a pessoas alérgicas a ovos. A imunidade é de 10 anos em teoria, mais geralmente na pratica é más tempo). Um certificado internacional lhe será dado despois da vacinação, é importante levá-la consigo durante sua viaje!

DIFTERIA, TÉTANOS, PÓLIO

Estas vacinas não são só obrigatórias como altamente aconselhável. Pense em aplicar a cada 10 anos uma nova vacina de maneira preventiva. ¡Cuidado, uma vacinação completa para o tétanos requer três vacinas (as seis semanas e a seis meses) e deve aplicar-se a tempo!

TIFOIDE

A enfermidade se contrai ao consumir alimentos contaminados. Em general os alimentos preparados em condições de higiene precárias. A vacina é aconselhada durante as permanência prolongadas. As normas elementares de higiene lhe permitirá realizar uma boa prevenção da enfermidade.
¡Existem várias formas de vacinas contra a tifoide, incluídas vacinas orais para os que rejeitam as vacinações!

HEPATITES A

A transmissão da doença se faz por via oral, principalmente pela ingestão de alimentos contaminados. A melhor prevenção se faz estando atento aos alimentos que se consumem, a qualidade da agua e a higiene. A vacina é recomendada para personas que não tenham imunidade natural contra a doença.

HEPATITES B

A hepatites B é a fase más perigosa. A transmissão da doença se produzem por via sexual ou sanguínea, o pelo uso de material médico não esterilizado. Neste caso a vacina é recomendável.
Una vacina conjunta contra a hepatites A e B existe atualmente.

CÓLERA

A vacina contra o cólera não é obrigatório e não é aconselhável devido aos efeitos secundários que produzem y sua baixa eficácia.

MALÁRIA E PALUDISMO

A malária prevalece no Peru. ¡mais não há risco de contaminação sobre 2.000 m de altitude, nas grandes cidades e durante o dia! A zona más sensível é a Amazônia. Ali é melhor tomar as seguintes precauções:

  • Tomar antipalúdicos (informe-se com um médico especializado)
  • Uma vez de noite, cobrir-se todo o corpo com roupas de mangas largas
  • Utilizar um repelente de mosquitos
  • Dormir de preferência baixo um mosquiteiro, cobrir o mosquiteiro de repelente

Higiene

A alimentação e a agua
Aplicar as regras básicas de higiene no país que carece. Beber só bebidas em garrafa que tenham o selo de seguridade. No consumir gelo, evitar os alimentos crus, as carnes mal cozinhadas, etc.

LIMPEZA

Prever sempre una reserva de papel higiénico, nem sempre é proporcionado nos serviços higiénicos, sobre tudo nos banheiros públicos em lugares distantes da cidade.

PRESERVATIVOS

¡Si tiver relações sexuais com estrangeiros (qualquer que seja a sua nacionalidade), utilize preservativos! O protegerá contra a AIDS, e também contra outras doenças de transmissão sexual.

SALUDE NAS MONTANHAS

Uma grande parte do território peruano se encontra em alta altitude. ¡Durante a viajem, podem atravessar regiões que alcançam más de 4.000 m! ¡Pelo qual é necessário ser prudente!
Em caso de dor de cabeça o (soroche) pela a altitude, pode manifestar-se de distintas formas, desde uma simples dor de cabeça até um edema pulmonar (afortunadamente muito raro). A continuação conselhos práticos a seguir:

  • Consultar ao seu médico antes de viajar.
  • Em caso de problema, baixar a uma altitude menos elevada ou tomar o oxigeno (disponível em alguns transportes).
  • Evitar subir para a altura de maneira progressiva e rápida.
  • Durante os primeiros dias na altura, evitar os esforços físicos.
  • Em caso de ter ligeiras dores de cabeça, tomar preferivelmente paracetamol.
  • ¡Em caso de um problema grave, não duvide em consultar a um médico!.
  • Também pode provar os remédios locais: ¡os habitantes utilizam a folha da coca desde séculos atrás para curar a tontura.

EM CASO DE EMERGÊNCIA

¡Não esperar que seja muito tarde para acudir a um médico! É melhor perder um dia de viagem para recuperar-se, que voltar ao seu pais de último momento porque teve um problema de saúde.
¡Prever um seguro e não duvidar em usá-lo! Os (EURIP-Assistência, etc.) tem contatos em Peru e você pode contatar-se facilmente com um especialista que o ajudara.

Facebook

paypal2

icon-mer-gray Para toda a família TURISMO MER é agradável e motivo de orgulho poder transportar diariamente muitos turistas nacionais e estrangeiros, que visitam as belas cidades de Cusco - Puno e vice-versa, também conhecido por outros como rota do SOL ou MANCCO CAPAC.
encuentranos10  encuentranos11  encuentranos12  encuentranos12 new-icons01 new-icons02 new-icons03 new-icons04

Copyright 2013, All right reserved.